O novo sedentário

We are no longer hunter-gatherers of information. In the 21st century, we’ve managed to replace the little bits physical activity left in our lives with sitting.

We’ve become sedentary all over again—and on a scale that would have been unimaginable to anyone even twenty years ago. (via Practically Efficient)

Bom post comparando a transição da cultura de caçadores para agricultores com a transição atual: deixarmos de buscar informação porque agora ela vem até nós. O autor aborda dois pontos principais: esta mudança não é saudável (física e metalmente) e a curadoria programada pode trazer o efeito contrário— e em vez de mais informação, nos tornar alheios ao que acontece fora da nossa bolha de interesses. Vale a lida.

Ele também ilustra o ponto positivo da primeira mudança, já que só quando não era mais necessário todo homem saber caçar que os especialistas (carpinteiro, ferreiro, artesão) puderam aparecer. Isso provavelmente acontecerá novamente e, assim que a informação estiver disponível em volumes nunca vistos, uma nova classe de “interpretadores” vai surgir (se já não está surgindo).

Um ponto que ele deixa de notar é que, apesar dos problemas trazidos pelo sedentarismo, os benefícios foram muito maiores e trouxeram a humanidade até aqui— e só é possível imaginar o tamanho do salto que será com o acesso em massa à informação. Além disso, os efeitos negativos agiram sobre indivíduos, enquanto os positivos afetaram toda uma comunidade. Os cuidados com saúde e curadoria são legítimos, mas eu estou mais otimista do que pessimista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s