Olhar pra quê?

Semana passada eu comprei um iPod Shuffle e fiquei de cara com a facilidade em controlar todas as funções sem nenhum visual, só usando som e tato. Aí eu conheci o projeto de Dennis Hong e achei o controle do Shuffle tão moderno quanto uma TV preto-e-branco.

Durante uma palestra no TED, Hong comenta que participou de um projeto para criar um carro controlado somente por computador. Quando ficou sabendo do projeto para criar um carro para cegos, ele pensou que seria só colocar uma pessoa dentro do carro projetado et voilà. Ele não tinha ideia de onde estava se metendo.

Dirigir um carro no meio de outros carros, com diferentes obstáculos e atitudes inesperadas de outros motoristas exige um poder de análise que computadores ainda conseguem oferecer, e é aí que entra o desafio do carro para cegos: como fornecer ao motorista todas as informações necessárias para que ele dirija com segurança sem usar visuais? Juntando um projeto ao outro: computadores para fazer a leitura do ambiente, ser humano para interpretar tudo isso e dar ordens. Câmeras e sensores varrem o ambiente, traduzem as informações para um padrão inteligível ao motorista (sons, pressão), que toma decisões sobre o controle do carro e o sistema se retroalimenta. Fantástico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s