O poder de influenciar comportamentos

Economists have recently tapped into an unusual feature of this data, the identification of peer groups within high schools, to directly measure effects of peer pressure on risky behavior. Specifically they ask the question: If a student’s best friend engages in a risky behavior (sex, smoking, marijuana use or truancy) then what is the probability that the friend will engage it the same behavior? Best friends tend to come from similar family situations, be the same race and age and have similar educational goals as well as similar attitudes toward risk. (Via Big Think)

Interessante texto relacionando o poder de influência que o círculo social tem sobre uma pessoa. Segundo o estudo apresentado no texto, se um amigo próximo de um adolescente apresenta um comportamento de risco (sexo sem proteção, drogas, ausência na escola), o próprio adolescente está mais propenso a exibir esse comportamento do que os membros de um grupo de controle. O texto é muito mais voltado para gravidez na adolescência, mas eu vejo uma questão comportamental que pode ser explorada ali.

No Big Think, o autor sugere que uma explicação para essa replicação de comportamentos de risco é que amigos tendem a passar tempo juntos e é este tempo que acaba expondo ambos (o que já apresenta o comportamento de risco e o que que ainda não o apresenta) a situações em que favoreçam esses comportamentos— por exemplo, um adolescente que não bebe e um amigo que bebe em excesso vão a uma festa em que a maior parte das pessoas também bebe em excesso; o adolescente que não bebe está muito mais exposto a uma situação que sugira uma mudança de comportamento do que seu amigo.

Isso faz sentido, mas me parece mais um sintoma do que uma causa. Eu queria ver abordado a relação entre as características comuns que aproximam duas pessoas e sua predisposição a mudar seu comportamento, ou seja: meu amigo apresenta uma série de características que o inclinam a assumir um comportamento de risco; como ele é meu amigo porque temos características em comuns, será que eu não apresento essa mesma inclinação? (Acredito que sim) Será que se o jovem “responsável” tivesse assumido comportamento de risco antes do amigo “irresponsável”, a influência teria sido a mesma? (Acredito que não)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s